sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sonhos de Amor no Outono...



Folhas de outono…
…a cair, displicentes, pelo chão,
Como os sonhos que se foram,
Levando tuas lembranças,
Pra bem longe, em dispersão,
Deixando ao desamparo
Um amargo coração…

Folhas de outono…
Vocês se vão… já tiveram
Um papel na natureza,
E ainda continuam
A espalhar tanta beleza…
Mas meus sonhos, insensatos,
Mal cumprindo seu papel,
Abandonam-me à tristeza,
Se esparramam com o vento,
Arrastando a esperança,
Espalhando a incerteza…

Folhas de outono…
… que em ciclos voltarão,
No vai-e-vem das estações,
Em divinas produções,
Noutros toques de magia,
Em meigas transformações…

E meus sonhos?…

Se os meus sonhos…
…quem me dera…
Retornassem a meu viver,
Como as folhas de outono
E as cores da primavera…
Se... em meu outono interior,
Os sonhos reacendessem
As chamas de outrora, amor...
Certamente, então, fariam
Um milagre acontecer:
Renascerem minhas crenças,
Cessar o meu padecer…


- Oriza Martin

4 comentários:

MEU DOCE AMOR disse...

Vim a correr....upssssssss caí.Levantando...

Está alguém sim.Em pausa,mas por pouco tempo.Muito trbalho e cansada.Só isso.

Um beijo ,bom fim de semana e agradeço sempre os teus miminhos tão lindos e doces.

Lindo o som:)))))relaxante

GarçaReal disse...

Folhas de Outono caídas e secas...
Ao morrerem vão dar lugar a um outro florescer,que abarca a palavra esquecer,que dá lugar à flor ,que aparece enrolada na palavra amor.

Belo

Bom Fim de Semana

Bjgrande do Lago

Claro que gosto sempre de um belo poema :)

GarçaReal disse...

Em domingo de sol


bjgrande do lago

2Pintas disse...

O Outono até tem a sua beleza! bonito!bj