segunda-feira, 5 de abril de 2010

The Sea Hawk (1940)


Mais uma vez a Cinemateca Portuguesa deu-me a oportunidade de ver pela primeira vez no grande ecra de cinema o filme "O Gavião dos Mares" . Um grande filme de aventuras de piratas.

Um deslumbrante triunfo da grandeza romanesca e inventiva da era dourada de Hollywood .

Nos finais do século XVI o ambicioso e poderoso rei Filipe II de Espanha, desejoso de conquistar a Inglaterra e a Europa, ordena aos seus conselheiros militares que produzam planos nesse sentido. De forma a ganhar tempo envia Don José Alvarez de Cordoba, como seu embaixador, à corte inglesa com a missão de acalmar e iludir a rainha Isabel I. O galeão de D. José é atacado e afundado pelo corsário Geoffrey Thorpe, que se oferece para escoltar o fidalgo espanhol e a sua bela filha, D. Maria, até à corte inglesa.

Thorpe, o mais conhecido corsário inglês, goza dos favores e da simpatia pessoal da rainha, embora seja por ela publicamente criticado. D. José monta uma armadilha a Thorpe enquanto D. Maria, que se apaixonou por ele, o tenta avisar do perigo de uma invasão espanhola. Porém, Thorpe consegue fugir e convencer Isabel I da imperiosa necessidade de criar uma armada para enfrentar os espanhóis.


Em 1940, Jack Warner gastou a principesca quantia de 1.7 milhões de dólares para produzir um dos mais deslumbrantes filmes de aventuras do cinema: "O Gavião dos Mares". Evocando o conflito entre a Espanha dos Filipes e a Inglaterra isabelina, nos finais do século XVI, "O Gavião dos Mares" é, acima de tudo, um deslumbrante triunfo da grandeza romanesca e inventiva da Era Dourada de Hollywood, que se centra nas aventuras de um galante e heróico pirata, inspirado nos feitos do celebérrimo Sir Francis Drake. Michel Curtiz assinou um novo e estrondoso êxito com Errol Flynn que voltou a confirmar o sua inimitável dimensão de fabuloso herói romântico, num filme onde foi levado aos limites das suas possibilidades físicas apesar das históricas discussões e dos violentos confrontos entre realizador e vedeta. Um dos mais portentosos filmes de piratas da História do Cinema que, em 1940, serviu ainda o propósito de galvanizar a Inglaterra para continuar a resistir à ameaça nazi, cujas sequências das batalhas navais e duelos à espada ainda hoje impressionam pela sua fabulosa concepção e construção visual.
Mais um filme que recomendo a todos que vejam e que nunca mais vão esquecer esta grande aventura.


Trailer do filme:

4 comentários:

GarçaReal disse...

Porque nunca me ocorre um titulo enquadrado e tb........

Porque tenho que ser igual a todos??????

É importante o titulo??????

Bjgrande do Lago

Multiolhares disse...

Como eu gostava quando era miuda de ver este filmes
beijinhos

Dreamaster disse...

Menina Graça, calma, calma ;)

bjs
D.

Dreamaster disse...

Multiolhares, os folmes estão em dvd, é só procurar ;)


Bjs
D.