sexta-feira, 11 de abril de 2008

Iron Maiden - Seventh Son Of A Seventh Son (1988)



Seventh Son Of A Seventh Son (Expanded Edition) Tracklist:
CD1
1. Moonchild
2. Infinite Dreams
3. Can I Play With Madness
4. The Evil That Men Do
5. Seventh Son Of A Seventh Son
6. The Prophecy
7. The Clairvoyant
8. Only The Good Die Young


CD2
1. Black Bart Blues
2. Massacre (Thin Lizzy cover)
3. Prowler 88
4. Charlotte The Harlot 88
5. Infinite Dreams (live)
6. The Clairvoyant (live)
7. The Prisoner (live)
8. Killers (live)
9. Still Life (live)

O album Seventh Son of a Seventh Son dos Iron Maiden, comemora este ano, 20 anos desde que foi editado a 11 de Abril de 1988, o sétimo na carreira da banda.

Este foi o primeiro álbum conceptual dos Iron Maiden. A história é baseada na obra de Orson Scott Card e conta a lenda do sétimo filho do sétimo filho, que teria poderes sobrenaturais, partindo da história de uma criança enviada para ser um representante do bem ou do mal na terra.


No álbum anterior, "Somewhere in Time" (1986), a banda tinha iniciado um percurso evolutivo mais experimental, onde soava mais sintetizado, enquanto o "Seventh Son" veio com mais peso e originalidade mas com traços de progressivo e que mostra toda a qualidade e energia da banda.

Alem das músicas que foram escolhidas para singles, destacam-se neste álbum de excelência, faixas como o tema de abertura ao álbum, “Moonschild”, "Infinite Dreams", “The Prophecy” ou ainda o épico tema que dá nome ao álbum onde a introdução de teclas pela primeira vez num álbum dos Iron Maiden, vem dar um ambiente mais apocalíptico. Um álbum, onde se pode dizer que não tem faixas menos boas.

O álbum foi um êxito absoluto um pouco por todo o mundo, atingindo o nº1 no top de álbuns do Reino Unido.

O lançamento do primeiro single “"Can I Play With Madness” revelou uma face dos Iron Maiden mais descontraída e comercial, alcançando o nº3 da tabela de singles da Reino Unido e sendo um dos singles mais tocado nas rádios. O videoclip a acompanhar o single mostra também faceta da banda mais aberta a novos públicos e bem divertido.

Seguiu-se uma tournée de grande sucesso com salas esgotadas um pouco por todo o mundo e de que os videoclips para os singles "The Evil That Man Do” e "The Clairvoyant" são a prova (nº5 e nº6 respectivamente).

A acompanhar como sempre um palco gigantesco tendo como base a capa do álbum, mais os efeitos de luzes e pirotecnia.

Nesse ano, os Iron Maiden foram cabeças de cartaz em muitos festivais de Verão, com destaque para o mais famoso da altura, o Monsters Of Rock em Donington Park.

Foi também neste álbum onde se fez mais ilustrações para a promoção do mesmo, reflectindo assim o seu sucesso.

No final da Seventh Tour a banda editaria o concerto ao vivo em vídeo “Maiden England” como sinal do sucesso que foi este álbum e tournée e tudo o que o rodeou, de que o videoclip "Infinite Dreams" é uma prova.



Por isso recomendo vivamente este álbum para quem queira conhecer a banda.


Site oficial:http://www.ironmaiden.com/


DOWNLOAD
  • CD1

  • CD2


  • No password


    Clika no titulo da musica para ouvir:

  • Moonchild


  • The Prophecy



  • Topicos relacionados/related topics:
    > http://dreamaster-realm.blogspot.com/2007/12/essential-iron-maiden-2003-1980.html
    > http://dreamaster-realm.blogspot.com/2008/02/iron-maiden-live-after-death-dvd.html


    Can I Play With Madness video:





    The Evil That Men Do video:






    Entrevista de Steve Harris em Portugal sobre o album (legendado):






    The Clairvoyant video:






    Infinite Dreams video:


    3 comentários:

    Bola Oito disse...

    É o álbum do Michael Kenney. :)

    Faz 20 anos no dia 10, se bem me lembro.

    Grande álbum sim senhor. Bem poderá ser o álbum mais bem conseguido de IM em termos de consistência musical.

    Quanto à estória do álbum ser conceptual...pois é-o de facto, mas a verdade é que nunca vi nenhum membro da banda a referir-se a ele assim. Aliás, algumas interpretações dão como certo que o conceito baseado no livro do Orson Scott Card só começa na faixa título.

    Seja como for o Maiden Commentary dá uma boa interpretação do conceito do álbum utilizando TODAS as canções:

    http://www.maidenfans.com/imc/?url=album07_ssoass/commentary07_ssoass&lang=eng&link=albums

    2Pintas disse...

    oi dream, se bem que me lembro! velhos tempos!:)
    beijinhos e bom fim de semana

    Ricardo Cabrito disse...

    Está tudo dito e redito acerca do Seventh Son.Arrepiei-me a ouvir a Infinite Dreams, é um bom sinal, não concordas?



    Up them all

    cabriti here